Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Usando inteligência artificial, projeto da CPFL Energia é reconhecido em premiação nacional

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   25/12/2019

​Novo software cruza dados da previsão do tempo com informações operacionais das distribuidoras

Campinas, 26 de dezembro de 2019. Um projeto que nasceu no Centro de Operações da RGE - em São Leopoldo, RS - e que auxiliará na tomada de decisões diante dos temporais, foi premiado nacionalmente pela Revista Project Design Management. O WeTs (Weather Translator System), que significa Sistema de Tradução da Previsão do Tempo, foi desenvolvido nos últimos dois anos por engenheiros da CPFL Energia em parceira com o Climatempo.

A ferramenta é utilizada desde outubro nos Centros de operação da RGE, da CPFL Paulista, da CPFL Santa Cruz e da CPFL Piratininga e, segundo o líder do projeto Gustavo Theodor Carvalho, um dos coordenadores do Centro de Operação Integrado (COI) da RGE, o novo sistema será capaz de projetar as condições climáticas nas áreas de concessão das distribuidoras do Grupo CPFL por meio da inteligência artificial.

“O que difere o WeTs de outras soluções já desenvolvidas é que conseguimos relacionar o histórico das variáveis meteorológicas com o de ocorrências de falta de energia na nossa rede elétrica. Sendo assim, o algoritmo de inteligência artificial consegue prever o impacto que teremos na nossa rede com a chegada de temporais. No modelo anterior, muitas vezes a previsão por si só do tempo não refletia a real criticidade nos induzindo a decisões não tão assertivas. Esta que foi a grande inovação”, complementa Gustavo. 

O projeto WeTs foi desenvolvido como parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e foi premiado pela Revista Project Design Management na categoria Projeto Inovador de Ano de 2019. “A ferramenta tem nos auxiliado na tomada de decisões durante os temporais, otimizando a alocação das equipes para os atendimentos de falta de energia promovendo um restabelecimento mais rápido do serviço para o cliente. A previsibilidade permite também o replanejamento do despacho de outros serviços mitigando o risco de perda de prazos de serviços comerciais ou redução da execução do corte”, destaca Thiago Guth, Diretor de Operações do Grupo CPFL Energia. 

A premiação, de relevância nacional e internacional no âmbito da gestão de projetos, teve premiados também nas categorias Acadêmico, PMO e Corporativo. A entrega dos troféus ocorreu em São Paulo na última semana. Na foto abaixo, Osmar Zózimo Jr., editor-chefe da revista, e Gustavo Carvalho, coordenador de Operações da RGE.

Sobre a RGE. Responsável por distribuir 65% da energia elétrica consumida no Rio Grande do Sul e atender 2,9 milhões de clientes em 381 municípios gaúchos, a RGE é hoje a maior distribuidora da CPFL Energia em extensão territorial e número de cidades atendidas. A área de concessão da companhia, que é resultado do agrupamento das distribuidoras RGE e RGE Sul, realizado em janeiro de 2019, totaliza 189 mil km² de extensão, abrangendo as áreas urbanas e rurais das regiões Metropolitana, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do estado. 

Os investimentos realizados pela RGE contribuem para o desenvolvimento socioeconômico de locais de fundamental importância para a economia do estado, que vão desde fortes polos turísticos, agrícolas e pecuários, até grandes centros industriais e comerciais, trazendo mais bem-estar, conforto e infraestrutura para a vida de 7,4 milhões de gaúchos.

Tags:
    RGE; Inovação; WeTs; Operação do Sistema Elétrico;