Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Último filme de Bergman, debate com Luiz Felipe Pondé e concerto com spalla da Osesp são destaques do Instituto CPFL

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   21/11/2016

Campinas, 22 de novembro de 2016 - O Instituto CPFL exibe, na próxima quinta-feira, 24/11, às 19h, o clássico “Saraband”, último filme de Ingmar Bergman, na última sessão do ano no Cine CPFL. A entrada é gratuita.

O filme é uma espécie de acerto de contas entre os personagens de “Cenas de um Casamento”, outro clássico da cinebiografia do diretor sueco. Anos depois, os conflitos retornam ampliados com a tensão das relações entre pais e filhos, adultos e crianças, homens e mulheres – registrados como no movimento musical homônimo, com seus quatro personagens revezando-se em cena, sempre em pares, em encontros distintos ao longo dos capítulos. (confira o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=N2hyg4FyUcM )

Na sexta-feira, 25/11, também às 19h, o filósofo Luiz Felipe Pondé questiona “O que é ser liberal e conservador além do senso comum” no último Café Filosófico CPFL de 2016.

O encontro será aberto ao público, em Campinas, e terá transmissão online no site institutocpfl.org.br/cultura/aovivo. 

Segundo o colunista da Folha de S.Paulo, os termos liberal e conservador têm uma tradição filosófica sólida que data do século VXIII. “Tradição nascida do ceticismo escocês, com o passar do tempo sofreu as mais diversas influencias. Nossa conversa terá como foco a superação do senso comum no qual liberal e conservador são sinônimos de reacionário e trazer sua luz sua riqueza como análise de comportamento, valores, crítica da vaidade da esquerda, e sofisticação em termos de política e moral”, afirma.

Para Pondé, “o Brasil precisa dessa tradição mais do que tudo”. “O Brasil precisa de uma revolução liberal e conservadora.”

No sábado, 26/11, às 20h, o spalla da Osesp Emmanuele Baldini acompanha ao violino a soprano Manuela Freua numa seleção de “Fragmentos de Kafka”, de Kurtág, no concerto gratuito “Palavras...visões...sons” do programa Música Contemporânea do Instituto CPFL. 

Durante a apresentação, ele rege 12 das 21 canções de “Pierrô Lunar”, de Schoenberg, também com Manuela Freua; e comanda a execução de “Catorze maneiras de descrever a chuva”, de Hanns Eisler, música composta como trilha sonora do curta-metragem mudo “Chuva”, de Joris Ivens. (acesse este link e confira alguns vídeos do trabalho da soprano https://www.youtube.com/playlist?list=PL7C089FA4C774BCFC )

A apresentação é parte da série “Música inclusiva”, que tem a curadoria do jornalista e crítico musical João Marcos Coelho.

A programação completa do concerto está disponível no site (http://www.institutocpfl.org.br/cultura/evento/palavras-visoes-sons/)

No domingo, 27/11, a TV Cultura leva ao ar o Café Filosófico CPFL inédito sobre “Feminismos e religiões”, às 22h, coma socióloga Maria José Rosado.

Mais informações em http://www.institutocpfl.org.br/cultura

Tags:
    Ingmar Bergman; Instituto CPFL; Luiz Felipe Pondé; Café Filosófico CPFL; filme; cinema; Cine CPFL