Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Sessão-debate de “Árido Movie”, com Lírio Ferreira e Marcelo Rubens Paiva, abre o ciclo de agosto sobre “Cinema Pop” do Cine CPFL

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   07/08/2017


Campinas, 07 de agosto de 2017 - Começa nesta quarta-feira, 09/08, às 19h, com a exibição gratuita de “Árido Movie”, o ciclo de agosto do Cine CPFL com a temática “Cinema Pop”. Após a sessão acontece um debate entre o diretor do longa, Lírio Ferreira, e o escritor Marcelo Rubens Paiva, autor de “Feliz ano velho”. (Confira o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=uSfySvVWx64&feature=youtu.be)

O filme, que tem no elenco nomes como Guilherme Weber, Giulia Gam, Selton Mello, Matheus Nachtergaele, Paulo César Pereio e José Celso Martinez Corrêa, conta a história de um repórter do tempo em uma emissora de TV que retorna à sua terra natal, no interior do Nordeste, após o assassinato de seu pai. Ele enfrenta problemas para chegar à cidade, até que recebe carona de uma videomaker que está fazendo um documentário sobre a água no sertão.

Na quinta-feira, 10/09, também às 19h, será exibido o drama Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), de Alejandro González Iñarritu com Michael Keaton, Emma Stone e Edward Norton, vencedor do Oscar de melhor filme e melhor direção em 2015.

O ciclo tem a curadoria de Francisco Cesar Filho e Jurandir Müller. 

As exibições, todas gratuitas, acontecem na Sala Umuarama do Instituto CPFL, com entrada por ordem de chegada a partir de uma hora antes de cada sessão.

Café Filosófico CPFL. No segundo encontro da série “As famílias em suas configurações contemporâneas” do Café Filosófico CPFL, nesta sexta-feira, 11/08, a juíza Adriana Mello fala sobre “A violência contra a mulher no âmbito familiar”. 

Segundo ela, a violência doméstica contra a mulher ganhou visibilidade, mas, apesar de ser crime e grave violação de direitos humanos, segue vitimando milhares de brasileiras, pois 38,72% das mulheres em situação de violência sofrem agressões diariamente. 

De acordo com a especialista, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu mais de 110 mil medidas protetivas, em cinco anos, uma média de 1.833 ações por mês com número crescente até os dias atuais. “Em um ranking de 83 países, o Brasil ocupa a quinta posição entre as nações com o maior índice de homicídios femininos, com 4,8 assassinatos a cada 100 mil mulheres sendo que 33,2% dos acusados mantinham relacionamento com as vítimas”, diz.

A série tem a curadoria da juíza Maria Aglaé Tedesco Vilardo.
Os encontros têm entrada gratuita, por ordem de chegada, a partir das 18h, e transmissão online pelo institutocpfl.org.br/aovivo.

O Instituto CPFL fica na rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632, bairro Chácara Primavera, em Campinas.

Mais informações sobre a programação em http://www.institutocpfl.org.br/agenda/​

Tags:
    Instituto CPFL; Cine CPFL; Cinema Pop; CPFL Energia; cultura