Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Região de Ribeirão Preto passa a contar com os serviços da Envo, empresa de energia solar da CPFL Energia

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   17/04/2019

Através da instalação de sistema de geração de energia solar, consumidores poderão gerar a própria energia e reduzir em até 95% o valor da conta de luz​

Ribeirão Preto, 18 de abril de 2019 – A Envo, voltada para o mercado de geração distribuída solar para clientes residenciais e comércios de pequeno porte, acaba de expandir sua área de atuação para a região de Ribeirão Preto. Lançada em 2017 nas cidades das regiões de Campinas, Sorocaba e Jundiaí, a Envo é uma empresa da CPFL Energia.

Ao investir em um projeto de geração solar para residência ou pequeno comércio, o consumidor passa a produzir a sua própria energia, reduzindo em até 95% o valor da conta de luz. Quando o consumo é menor do que o volume gerado, a diferença se torna um crédito que é usado para abater a fatura com a distribuidora local, com validade de 60 meses para ser utilizado pelo mesmo cliente. Esse crédito, inclusive, pode ser usado para abater na conta de luz de outro imóvel que o consumidor possuir no mesmo município ou outra cidade da área de concessão da CPFL Paulista.

Com a expansão para a região de Ribeirão Preto, a Envo passa a oferecer uma solução completa em energia solar para clientes localizados em cidades como Ribeirão Preto, Sertãozinho, Jaboticabal, Dumont, Batatais, Orlândia, Monte Alto, Pontal, Sales Oliveira, entre outros municípios.

“Com a Envo, estamos oferecendo aos consumidores da região de Ribeirão Preto uma solução que proporciona economia no valor da conta de luz de residência e pequenos comércios com sustentabilidade e preservação ao meio ambiente, por meio instalação dos painéis solares e dos inversores”, diz a diretora de Regulação e Inteligência de Mercado da CPFL Energia, Fabiana Avellar.

A geração solar distribuída começou a ganhar espaço no Brasil em 2012, quando entrou em vigor a Resolução Normativa 482, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A norma permite ao consumidor brasileiro o direito de gerar a própria energia a partir de fontes renováveis ou de cogeração qualificada. A resolução também permitiu o fornecimento do excedente para a rede local de distribuição. 

Atualmente, a região de Ribeirão Preto possui 536 consumidores residenciais, comerciais e industriais com sistemas solares fotovoltaicos instalados, de acordo com levantamento feito pela Envo com base em dados da Aneel. Isso significa um crescimento de 676,8% frente aos 69 clientes ao final de 2016. Hoje, os 536 consumidores somam uma capacidade instalada de 4,38 MWp, suficiente para abastecer 2,354 mil clientes com um consumo mensal de 200 kWh.

Os sistemas solares fotovoltaicos se diferenciam dos tradicionais aquecedores solares, amplamente utilizados na região de Ribeirão Preto. A diferença entre os dois equipamentos é que, enquanto o aquecedor solar é usado exclusivamente para aquecimento de água, os sistemas de geração solar produzem energia elétrica para atender a todas as necessidades de um cliente, fornecendo eletricidade para TVs, computadores, refrigeradores, freezers, lâmpadas, chuveiros etc. 

Energia para você 

A marca Envo significa "Energia para você" e tem como slogan "de geração a geração", que reflete o compromisso do grupo com o tema da sustentabilidade. A produção de energia elétrica a partir do Sol não gera resíduos ou gases de efeito estufa. Além disso, é silenciosa e a usina é a sua própria casa, o que inibe o desmatamento e, consequentemente, preserva qualidade de vida de todos.

A empresa será responsável por todas as etapas de um projeto para o cliente, desde a concepção técnica (avaliando itens como consumo de energia, condições estruturais do imóvel, níveis de irradiação solar e de sombreamento no local), passando pela revenda e instalação da solução completa, até a homologação do consumidor junto à distribuidora, intermediando, ainda, o processo de instalação do medidor digital.

Clientes interessados em desenvolver um projeto de geração distribuída solar têm à disposição um simulador (www.envo.com.br) que, a partir do valor da última conta de energia e o CEP da residência, sugere uma referência de projeto para a unidade consumidora. A simulação aponta o tamanho do projeto, a quantidade de placas solares, a área mínima necessária para colocação dos painéis, a produção de energia em 12 meses e o investimento total. 

Para facilitar a aquisição do produto, a Envo oferece diferentes formas de pagamento aos seus clientes: 1º) boleto bancário; 2º) cartão de crédito das bandeiras Visa, Elo e Mastercard; e 3º) linha de financiamento especial do banco Santander. 

Sustentabilidade e economia

Os painéis de energia solar da Envo têm vida útil de até 25 anos, com 80% da sua eficiência na produção de energia. O cliente pode ter um retorno do investimento com a economia gerada na conta de luz, entre cinco e seis anos. 

Além da economia para o bolso do cliente, a geração solar também contribui para o meio ambiente, por ser uma energia limpa e renovável, reduzindo a demanda pela energia das fontes mais caras e poluentes. A fonte é inesgotável, pois o sol permanecerá ativo durante bilhões de anos. A energia solar também colabora com a valorização do imóvel, possibilita a previsibilidade na conta e baixa manutenção.

Conhecimento consolidado

A presença da Envo em Ribeirão Preto reforça a estratégia de atuação do Grupo CPFL no campo da energia solar. Os investimentos nesta fonte tiveram início em 2012 com a usina solar Tanquinho, em Campinas. Esta planta possibilitou o desenvolvimento de conhecimento técnico para projetos solares, a partir da operação de cinco tipos de painéis fotovoltaicos.

O know-how adquirido em Tanquinho passou a ser aplicado pela CPFL Soluções, empresa do Grupo CPFL que oferece soluções integradas para comercialização de energia, eficiência energética, geração distribuída e infraestrutura energética. 

Uma das principais iniciativas desenvolvidas até o momento foi a implantação da primeira fazenda solar do Grupo CPFL, a Usina Capim Branco, em Uberlândia (MG), concluída ao final do ano passado. A companhia desenvolveu projeto em parceria com a Alsol, que fornece energia para 280 estações da Algar Telecom em Minas Gerais.​

Em 2016, o Grupo CPFL reforçou a sua aposta em geração solar com o projeto de P&D Telhados Solares. A partir da instalação de sistemas solares fotovoltaicos em 231 unidades consumidoras no bairro de Barão Geraldo, em Campinas, a companhia testou o impacto da geração solar distribuída na operação das redes de distribuição, além de desenvolver conhecimento para a concepção do projeto e a instalação das placas e demais componentes, e melhorias no processo de homologação dos clientes pelas distribuidoras do Grupo. 

Tags:
    Envo; Geração Solar Distribuída; Ribeirão Preto;