Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Operação da CPFL Piratininga encontra “gatos” em estabelecimentos comerciais de Sorocaba e Araçariguama

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   13/07/2020

​Com o objetivo de coibir a prática criminosa, a ação da companhia recuperou volume de energia suficiente para abastecer mais de 130 residências durante um mês

Sorocaba, 14 de julho de 2020. A CPFL Piratininga realizou nos últimos dias uma operação de combate a fraudes e furtos de energia na região. A ação inspecionou uma padaria em Sorocaba e uma empresa de fabricação de fios e cabos em Araçariguama e identificou fraudes, com a estimativa de serem recuperados 97,8 MWh de energia desviada do medidor de consumo. 

A CPFL Piratininga estima que a energia recuperada após a operação seja corresponde ao consumo de mais de 500 residências médias, durante 30 dias. Se essa energia recuperada for convertida em tarifa de venda do serviço, ela representa cerca de R$ 66 mil, dos quais parte volta para os cofres públicos em forma de impostos (ICMS e PIS/Cofins) que não foram pagos e serão revertidos para benefício da população. Por isso, além de quitar seus débitos com juros e correções monetárias para que a energia seja restabelecida, os envolvidos poderão responder criminalmente pelas irregularidades. 

A CPFL Piratininga e as autoridades atuam constantemente para inspecionar e identificar irregularidades em unidades consumidoras de todos os bairros das cidades. O objetivo é coibir a prática de fraudes e furtos, que piora a qualidade do fornecimento de energia para os demais consumidores e coloca em risco a vida da população, além de encarecer as tarifas para todos os clientes da distribuidora.

Fraude e furto de energia é crime. As fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a quatro anos de detenção. Também são cobrados dos fraudadores os valores das tarifas referentes a todo o período em que ocorreu o roubo, acrescidos de multa. 

“Outra consequência negativa é a piora na qualidade do serviço prestado. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções no fornecimento”, explica o gerente de serviços comerciais da CPFL Energia, Renato Lucas de Freitas.

Consumidores que fazem “gato”, além de praticarem crime, também estão colocando as suas vidas e da população em risco. Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou realizar ligação direta na rede podem causar acidentes graves, até mesmo fatais.

Mais fiscalização. Consumidores da CPFL Piratininga podem contribuir, de forma absolutamente segura e sigilosa, para o combate às fraudes e furtos por meio dos canais de denúncia disponibilizados pela concessionária. Denúncias podem ser realizadas pelo aplicativo CPFL Energia, pelo site www.cpfl.com.br/fraude ou call center.

Além disso, a CPFL Piratininga tem intensificado a fiscalização contra este tipo de delito em todos os municípios atendidos. A assertividade do trabalho desenvolvido pela Diretoria Comercial do Grupo CPFL é fruto de novas tecnologias adotadas em seus processos de monitoramento e análise. Deste modo, a companhia consegue preventivamente identificar possíveis variações no consumo de energia que indiquem perdas comerciais. Além dos investimentos em processos, a companhia também tem trabalhado em conjunto com os órgãos públicos e as autoridades policiais para coibir a prática de fraudes e furtos.

Tags:
    CPFL Piratininga; Fraudes e Furtos; Araçariguama; Sorocaba;