Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

O esforço das companhias para a sustentabilidade do Planeta

Escrito por:

CPFL Imprensa   21/10/2013

​​​​Acompanhar o ciclo de vida e destinação dos rejeitos e retornáveis, na produção de bens de consumo ou serviços, de modo a racionalizar o uso dos insumos naturais empregados no processo produtivo, bem como mitigar os impactos de grandes obras e intervenções de natureza, contribuindo para a preservação ambiental, é meta de todas as corporações. O conjunto de atividades desempenhadas por uma companhia é acompanhado de perto pela sociedade e tem merecido, cada vez mais, a atenção de organizações não governamentais e outras instituições.

Os impactos de toda ordem provocados pelas empresas, exemplos de agentes no que diz respeito a interferências no meio ambiente, estão, da mesma forma na pauta da sociedade, seja por meio da imprensa ou nas redes sociais. Não é mais possível crescer, produzir, consumir os recursos da natureza sem que se avalie, negocie e se busque uma resposta positiva para essas questões relevantes. Nesse sentido, a preocupação com a logística de seus materiais de descarte permeia as companhias na busca por soluções sustentáveis.

Para enfrentar esses desafios, as organizações se sustêm na logística reversa, que trata, genericamente, do fluxo físico de produtos, embalagens ou outros materiais, desde o local de origem até o ponto de consumo. Dentro do escopo de atuação de uma empresa de energia elétrica, as oportunidades de aplicação da logística reversa são enormes. O manejo de materiais provenientes de substituições nas redes elétricas é um exemplo, e também um dos grandes desafios.

Desde 1999 a CPFL Energia mantém programas de destinação adequada de materiais e, em 2003, criou o programa Cadeia Reversa, responsável pela reciclagem de peças e equipamentos retirados de serviço, evitando danos ao homem e ao meio ambiente. Tudo é triado. Os equipamentos e peças que não podem ser reaproveitados passam por um processamento, são classificados e viram matéria-prima para outros processos produtivos. Esses materiais são destinados a setores diversos como construção civil, indústria cerâmica, moveleira e metalúrgica. A comercialização desses insumos gera recursos, o que contribui para tornar toda a cadeia plenamente sustentável.

Nesse Programa, todas as lâmpadas retiradas dos postes de iluminação pública, por exemplo, também passam pelo processo de reciclagem, com destinação ambientalmente correta de todos os seus componentes. Esse esforço evidencia que a preocupação com o meio ambiente não pode ficar apenas no discurso das corporações. É necessário fazer mais. Com o Cadeia Reversa, a CPFL está levando adiante sua missão de prover soluções energéticas sustentáveis, com excelência e competitividade, atuando de forma integrada à comunidade.

*Elcio Comparone é Gerente de Logística da CPFL Energia

Tags: