Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Piratininga investe mais de R$ 11 milhões na rede elétrica da cidade de Indaiatuba

Escrito por:

Assessoria de imprensa   04/03/2015

Distribuidora inaugura subestação que permitirá atender ao crescimento do município nos próximos dois anos​

Campinas, 4 de março de 2015. A CPFL Piratininga, distribuidora da CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, comprometida com o crescimento das cidades em que atua, coloca em operação uma nova subestação na cidade de Indaiatuba (SP), nesta quarta-feira, dia 4/3, às 10h. O empreendimento, localizado no Distrito Industrial, atenderá cerca 3 mil clientes, entre as quais, cerca de 150 grandes empresas, com estimativa de consumo de 3,2 GWh/mês, contribuindo para o desenvolvimento econômico da cidade.

A CPFL Piratininga investiu R$ 11.350 milhões na subestação, com dois transformadores e capacidade instalada de 66,6 MVA, o que permitirá melhorar a qualidade e a confiabilidade no fornecimento de energia. "O investimento reforça o compromisso da empresa de apoiar o setor industrial de Indaiatuba nos próximos anos, que registra taxa anual de crescimento de 3,9%", destaca Luis Henrique Ferreira Pinto, presidente da CPFL Piratininga.

Juntamente com a subestação, também foi construída uma linha de transmissão de 200 m e a instalação de oito alimentadores de distribuição de energia na rede elétrica que atende à cidade, que conta com uma população de 222.042 mil habitantes. 

 "Essa obra reforça a missão da empresa de prover soluções energéticas sustentáveis, com excelência e competitividade, atuando de forma integrada à comunidade", conclui Luis Henrique. A subestação atende os bairros: Loteamento Vitória Martini, Distrito Industrial Nova Era e Distrito Industrial Domingos Giomi.

 

Subestação Indaiatuba 3 – Santos Dumont

Endereço: Avenida Vitória Rossi Martini, n° 752 – Distrito Industrial.

Investimento na SE: R$ 11.350 milhões

Nova capacidade instalada que atende ao município: 66,6 MVA

Taxa de Crescimento Anual: 3,4%

Principais empresas atendidas: Eldor, Schott Flat Glass do Brasil LTDA., Basf S/A, Twinglass Indústria e Comércio, SAAE, Tuberfil Indústria e Comércio de Tubos LTDA., Tec-Vidro Indústria Comércio e Serviços Técnicos LTDA., Axé Industrial LTDA., Foxconn do Brasil Indústria e Comércio de Eletrônicos LTDA., e Química Amparo LTDA.

 

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 103 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do terceiro trimestre de 2014. O grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 10º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    CPFL Piratininga; infraestrutura, energia elétrica, indústrias