Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia e Rede Graal criam o primeiro corredor intermunicipal para veículos elétricos do Brasil

Escrito por:

Assessoria de imprensa   10/06/2015

​​Um dos eletropostos será instalado na Rodovia Anhanguera, na altura de Jundiaí (SP), facilitando as viagens entre as cidades de Campinas (SP) e São Paulo

 

Campinas, 10 de junho de 2015 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, e a Rede Graal, maior empresa de postos de serviços em rodovias do País, fecharam uma parceria para implantarem o primeiro corredor intermunicipal para veículos elétricos do País, interligando as cidades de Campinas e São Paulo. A CPFL irá instalar eletropostos em postos de serviços da Rede Graal na altura da cidade de Jundiaí (SP).

"A criação do corredor elétrico irá proporcionar maior segurança aos usuários dos veículos elétricos em suas viagens entre Campinas e São Paulo", afirma o diretor de Estratégia e Inovação da CPFL Energia, Rafael Lazzaretti. O primeiro eletroposto da parceria será instalado entre o final de julho e o início de agosto no Posto Graal 67, na Rodovia Anhanguera (sentido Campinas). Em seguida, estuda-se expandir para outros postos de serviços da Rede Graal, como o Posto 56, localizado na Rodovia dos Bandeirantes (sentido São Paulo). O acordo entre as duas empresas contou com o apoio institucional da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), entidade em que o executivo também é vice-presidente.

Os eletropostos permitirão o carregamento rápido dos veículos, reabastecendo 80% da bateria em meia hora. Neste primeiro momento, os equipamentos serão compatíveis com os carros elétricos fabricados com plug tipo 2 (Menekes), o que inclui as montadoras Renault, BYD e BMW. Até o final do ano, a companhia avalia ampliar o uso dos eletropostos para os veículos com o plug tipo 1, caso, por exemplo, dos automóveis produzidos pela Nissan e pela Mitsubishi.

A CPFL Energia ficará responsável pela instalação de toda infraestrutura do eletroposto rápido, que inclui um transformador de baixa tensão, o carregador e o cabeamento necessário para o funcionamento dos equipamentos. A infraestrutura de recarga tem um custo total estimado em R$ 50 mil. Já a Rede Graal assumirá as despesas com o consumo de energia. Com isso, os usuários poderão reabastecer os seus veículos elétricos gratuitamente nos postos 24 horas por dia, todos os dias.

Além de proporcionar mais segurança, conforto e comodidade aos usuários, a CPFL Energia irá avançar nos estudos em que avalia o impacto do uso dos veículos elétricos na rede elétrica em rodovias e o potencial de evolução da infraestrutura de recarga no Brasil. "O projeto também irá permitir que a companhia avance em um modelo de negócio para a mobilidade elétrica, considerando que os eletropostos também serão utilizados por clientes de fora da área de concessão da companhia", explica Lazzaretti. Para reabastecer os seus carros nos postos do Graal, os usuários efetuarão um cadastramento para facilitar o monitoramento e a coleta de dados.

"Para a Rede Graal, é uma grande satisfação firmarmos essa parceria com a CPFL Energia na instalação do primeiro eletroposto em um posto de serviços em rodovias no Estado de São Paulo. Além de reforçar nosso compromisso com a inovação e de oferecermos sempre os melhores serviços para os nossos clientes, vislumbramos na mobilidade elétrica um potencial negócio para o futuro", diz o Sócio-Presidente da Rede Graal, Antônio Alves.

 

P&D em mobilidade elétrica

A criação do corredor elétrico faz parte do Programa de Mobilidade Elétrica da CPFL Energia, um projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) que estuda os impactos da utilização dos veículos elétricos financiado com recursos do programa de P&D da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A pesquisa, iniciada em 2013, receberá R$ 21,2 milhões em investimentos até 2018, ano de sua conclusão.

Atualmente, o projeto encontra-se na sua segunda fase. A expectativa nesta etapa é de ampliar a frota própria de veículos elétricos de seis para até 27 carros e aumentar o número de eletropostos em operação de quatro para até 30, dentre os quais incluem os da Rede Graal. Os pontos de recarregamento também serão colocados em outros locais públicos, como shoppings centers, postos de serviços e locadoras de carros.

Entre os temas que estão sendo estudados estão o impacto na rede elétrica e no planejamento da expansão do sistema, uso dos veículos elétricos como fonte de geração distribuída, os aprimoramentos regulatórios e legais, o ciclo de vida e reaproveitamento das baterias, estudo de tarifas e cobrança, a proposição de um modelo de negócios para a mobilidade elétrica no Brasil, além de outras questões relacionadas.

Na primeira fase da pesquisa, foi possível concluir que os veículos elétricos são uma excelente opção para as pessoas que buscam economia. Os dados levantados pelo projeto mostram que o valor do quilômetro rodado de um automóvel a combustão é de aproximadamente R$ 0,19, ao passo que esse custo no veículo elétrico é de R$ 0,05, ou seja, um quarto dos gastos com carro convencional.

Outra conclusão da primeira fase é de que a expansão dos veículos elétrica teria impacto pequeno na demanda por energia. As projeções iniciais da CPFL Energia apontam que o uso desta tecnologia ampliaria o consumo de energia entre 0,6% e 1,7% no Sistema Interligado Nacional (SIN) em 2030, quando as previsões indicam que a frota de carros elétricos pode alcançar entre 5 milhões e 13,3 milhões de unidades.

O projeto conta, atualmente, com a parceria institucional do CPqD, da Unicamp, da Daimon, da portuguesa CEiiA, da Renault, da Natura e da 3M.

 

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 102 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do primeiro trimestre de 2015. O grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 10º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

 

Sobre a Rede Graal

Completando 40 anos, a Rede Graal consolidou-se como pioneira no atendimento aos quatro principais públicos das estradas : caminhoneiros, passageiros de ônibus, de automóveis e motociclistas. Entendendo as necessidades das pessoas que viajam, a Rede Graal, através de suas 44 unidades presentes nas principais estradas brasileiras, tornou-se a mais completa rede de postos de serviço. ​

Os investimentos e o espírito inovador não pararam no caminho. Foram criados novos postos temáticos que proporcionam aos seus clientes, momentos de deleite pela história do Brasil, como o posto de Perdões, que nos conta um pouco da história mineira e o Estação Kafé com seu museu, que retrata a história do café no noroeste do estado de São Paulo. Buscou também em outras partes do mundo novos temas para suas casas, como o Graal 56, com seu charmoso estilo art décor que nos faz sentir em Miami e o Graal Holandês, que trouxe o que há de melhor em produtos e comidas típicas, além de um aconchegante ambiente totalmente holandês.

Para melhor atender seus clientes, a rede Graal eliminou o balcão e criou sub marcas e lay outs que facilitam o atendimento aos  consumidores.

Hoje a rede conta com serviços automotivos, loja de conveniência, praça de alimentação, restaurante, padaria, mercado, amplo estacionamento e agora com recarregadores para veículos elétricos. Possui produtos de primeira qualidade, serviços diferenciados, locais agradáveis para um momento de descanso e lazer e um atendimento ágil e personalizado.

Tags:
    Veículo elétrico