Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Cultura chinesa é tema da programação especial do Instituto CPFL em setembro

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   28/08/2019

O mês de setembro é o mês especial da cultura chinesa no Instituto CPFL, em Campinas (SP).

Ao longo do mês serão realizadas 15 sessões de cinema, dois debates do Café Filosófico CPFL e uma série de concertos de música contemporânea com temas que abordam os traços que unem e aproximam as tradições orientais e ocidentais em um mundo cada vez mais conectado. As atrações são gratuitas.

A programação tem início na quarta-feira, 04/09, às 17h, com a exibição da animação “Os brinquedos mágicos” (China, 2017, 100min, livre), de Gary Wang. No filme, bonecos infusores de chá são pequenas figuras de porcelana que ganham cores diferentes quando despejam a bebida em seus copos - quanto mais profunda a cor, mais precioso é o boneco.

Nathan é um boneco que vive em uma loja de chá com seus amigos, mas é alvo de deboche por não conseguir ganhar cor. Quando um robô surge na loja dizendo ser do futuro, Nathan e seus amigos decidem se unir a ele e embarcar em uma aventura. (Confira o trailer https://youtu.be/f70AlJkGAok)

Na sequência o Cine CPFL exibe, às 19h, “A vida após a vida” (China, 2016, 80min, 10 anos), de Zhang Hanyi. O filme conta a história da pequena província chinesa de Shanxi, onde muitos se mudaram ou morreram. Naquele cenário de casas abandonadas ou que desabaram, alguns fantasmas voltaram, entre eles o espírito de Xiuying, que vagou por mais de uma década e retornou à aldeia através do corpo do filho, Leilei. Ela quer mover a árvore que plantou no jardim da família do marido quando se casou. Através da visão do passado de Xiuying vemos o que restou no presente, as pessoas e suas reencarnações naquela localidade. (https://youtu.be/G9ClMHtcE_4).

Confira a programação completa do Cine CPFL em setembro em https://bit.ly/2Pf1UQk

Café Filosófico CPFL. “Soft Power e a construção da imagem da China moderna” são os temas da programação especial do mês da cultura chinesa no Café Filosófico CPFL, que tem a curadoria de Fernanda Ramone, especialista em relações internacionais. 

No primeiro encontro da série, na sexta-feira, 20/09, às 19h, ela fala sobre a indústria cultural chinesa e os impactos nas formas de produzir e perceber cultura e entretenimento a partir do processo de abertura econômica e da revolução tecnológica.

No encontro seguinte, dia 27/09, também às 19h, o jornalista Jaime Spitzcovsky conversa com o público sobre os 40 anos de reformas e os novos caminhos do século 21 para a China.

A gravação dos encontros é aberta ao público do Instituto CPFL, em Campinas (SP), com transmissão ao vivo nas redes sociais.

Saiba mais em https://bit.ly/2ZuAkCt

Música contemporânea. A programação especial conta também com uma apresentação gratuita do grupo Ensemble Gaoshan Liushui no sábado, 21/09, às 20h, que faz “Um passeio pelas lindas paisagens musicais chinesas” no Instituto CPFL, em Campinas, e com a série Concertos EPTV, que neste ano convidou o violinista israelense Roi Shiloah e o pianista Cristian Budu para celebrar a música de Brahms, Schumann e Beethoven e trará, na abertura, uma homenagem ao mês da cultura chinesa com a interpretação, na abertura, de uma tradicional melodia local. Saiba mais em https://bit.ly/2ZwnN1d.

Exposição. E o público que comparecer aos eventos no Instituto CPFL durante o mês pode aproveitar e conferir a exposição “Tinta Sobre Tinta: acervo do MAM no Instituto CPFL” na Galeria de Arte do Instituto CPFL. A mostra é resultado de uma parceria com o Museu de Arte Moderna de São Paulo e apresenta ao público uma seleção de 35 pinturas, incluindo criações de artistas como Flávio de Carvalho, Iberê Camargo, Leda Catunda, Paulo Pasta e Tomie Ohtake.

Com entrada gratuita, a exposição, que fica em cartaz até 30/11, conta com peças que evidenciam a herança da pintura impressionista no Brasil.

“O impressionismo inovou tecnicamente ao fazer uma obra final apenas com a primeira camada de esboço pintado; na tradição acadêmica, esse primeiro esboço era feito com a tinta pouco diluída e sem suavização do encontro entre os matizes cromáticos, algo que os impressionistas apresentavam como obra final. Tal herança foi elaborada pela pintura ao longo do último século como sinal de modernidade”, explica o curador do MAM São Paulo, Felipe Chaimovich.

A exposição conta com visitas educativas mediadas por educadores que estarão no local para atender ao público. O agendamento de visitas em grupo pode ser feito por e-mail monitoriainstitutocpfl@gmail.com ou pelo telefone (19-3756-8000).​

Tags:
    Cultura chinesa; programação especial; Instituto CPFL; setembro; Café Filosófico CPFL; Música contemporânea; Exposição;