Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Piratininga investe R$ 441 mil em laboratórios didáticos em escolas técnicas de Sorocaba

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   07/09/2016

​​Investimento faz parte do projeto CPFL Labtech, que apoia ações educativas voltadas para a eficiência energética.​

Sorocaba, 8 de setembro de 2016 – A CPFL Piratininga, distribuidora do Grupo CPFL que fornece energia para 1,5 milhão de clientes em 27 municípios do interior e litoral de São Paulo, investiu R$ 441 mil na instalação de dois laboratórios didáticos de eficiência energética em escolas técnicas de Sorocaba. Realizada em parceria com o Centro Paula Souza, ligado à Secretaria Estadual de Educação, a iniciativa integra o CPFL Labtech. Cerimônia realizada hoje marcou a conclusão do projeto na cidade.

Desde o início da execução do projeto, em 2014, foram envolvidos 450 alunos da Escola Técnica (Etec) Rubens de Faria e Souza e da Faculdade de Tecnologia (Fatec) Sorocaba e também foram capacitados 15 professores, que trabalharam diretamente o tema da eficiência energética com os estudantes das instituições.

O principal objetivo do CPFL Labtech é desenvolver futuros profissionais com habilidades e competências para trabalhar com eficiência energética, um dos grandes desafios no campo das mudanças do clima atualmente. Os alunos são capacitados para atuar na implementação de medidas de redução do consumo pela modernização de instalações e processos até a instalação de sistemas inovadores de geração de energia, como eólica e solar, simulando a melhor solução para cada aplicação.

"Com a crescente preocupação global com as mudanças do clima, é urgente que o tema de eficiência energética esteja cada vez mais presente na sala de aula. O CPFL Labtech proporciona as condições necessárias para formar e desenvolver as técnicas para o desenvolvimento de projetos de eficiência energética, considerando soluções inovadoras e conceitos teóricos e práticos", explica o gerente de Eficiência Energética da CPFL Energia, Luiz Carlos Lopes Júnior.

Mais sobre CPFL Labtech

A CPFL Paulista e a CPFL Piratininga, concessionárias da Grupo CPFL Energia que atendem 5,8 milhões de clientes em 261 cidades paulistas, concluíram investimento de R$ 1,5 milhão em Etecs e Fatecs do Estado de São Paulo este ano. As empresas implantaram sete laboratórios didáticos de eficiência energética, possibilitando o envolvimento de 1.368 alunos desde 2014.

Além de Sorocaba, o projeto também beneficiou estudantes e professores de Amparo, Bauru, Campinas, Itatiba e Jaú, cidades da área de concessão do Grupo. No total, foram implantados laboratórios de eficiência energética em cinco Etecs e duas Fatecs, com bancadas didáticas para as unidades de ensino. As bancadas possuem equipamentos, instrumentos e software de simulação. Além disso, o projeto também forneceu material didático específico sobre o tema para os alunos.

Antes da instalação dos laboratórios de eficiência energética, o CPFL Labtech promoveu a capacitação de 37 educadores que lecionam nos cursos de Eletrônica, Eletrotécnica e Eletroeletrônica, por meio de material e subsídios de apoio. A carga horária do curso era de 40 horas e foi ministrado por especialistas em Gestão de Energia e Eficiência Energética, que orientaram sobre a modernização de instalações e processos, concepção de projetos energeticamente eficientes nos vários usos finais e gestão e manutenção de sistemas energéticos.

O projeto CPFL Labtech faz parte das iniciativas do Grupo CPFL no âmbito do Programa de Eficiência Energética (PEE), estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os recursos do programa provêm do valor arrecadado nas contas de energia. Esse dinheiro volta para a sociedade por meio de projetos que conscientizam a população sobre o consumo racional de energia.

Em 2015, a CPFL Energia investiu R$ 59,8 milhões em eficiência energética distribuídos nos 561 municípios atendidos por suas oito concessionárias nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Com o investimento, os projetos pouparam, no ano passado, 33,87 mil MWh, energia suficiente para abastecer 14 mil clientes residenciais com consumo médio de 200 KWh mensais, pelo período de um mês.  A iniciativa também evitou a emissão de 3,340 mil toneladas de CO2. Para efeito de comparação, essa quantidade de dióxido de carbono representa o mesmo que o plantio de 20.040 mil novas árvores.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 103 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,8 milhões de clientes em 561 cidades em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.144 MW no final do primeiro trimestre de 2016. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 11º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    Labtech; Sorocaba; Eficiência Energética;