Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Paulista doa 16,3 mil mudas de árvores para 11 cidades do interior de SP em 2016

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   23/01/2017

​​Campinas e Uchoa foram as maiores beneficiadas, recebendo, respectivamente, 5,131 mil e 3 mil espécies de mudas​

Campinas, 24 de janeiro de 2017 – A CPFL Paulista, distribuidora que atende a 4,3 milhões de clientes em 234 cidades do interior paulista, doou 16,362 mil mudas de árvores para 11 municípios da área de concessão, em linha com o compromisso de contribuir para o desenvolvimento sustentável de suas comunidades. A iniciativa, que consumiu R$ 818,1 mil em investimentos da concessionária, contribui para a arborização urbana, proporcionando mais qualidade de vida aos habitantes.

Campinas (SP) foi a cidade que recebeu o maior número de doações da CPFL Paulista, 5.131 mil plantas, entre mudas e árvores. Essa ação foi fruto da parceria firmada entre a concessionária e a Prefeitura Municipal com o objetivo de contribuir com as ações de rearborização da cidade. Em junho do ano passado, Campinas foi alvo de um fenômeno climático raro, a micro explosão (uma violenta rajada de vento em direção ao solo), que destruiu árvores em diversos pontos do município.

Outras cidades que foram contempladas com as doações da CPFL Paulista foram Uchoa (3 mil mudas), Amparo (2,215 mil), Matão (2 mil), Guapiaçu (1 mil), Ribeirão Preto (490), entre outras. Com os resultados alcançados em 2016, a concessionária já contabiliza mais de 1,06 milhão de mudas árvores doadas aos municípios de sua área de concessão.

Entre os principais projetos ambientais desenvolvidos em parceria com o poder público é o "Arborização Mais Segura", voltado ao plantio de espécies próprias para áreas urbanas, oferecendo proteção e sombreamento aos cidadãos e melhor convívio com as redes elétricas de distribuição. Já participam da iniciativa as prefeituras de Itatiba e Amparo, no Estado de São Paulo.

Os objetivos do projeto são a redução da necessidade de podas e intervenções na arborização, garantia da qualidade da distribuição de energia elétrica aliada aos benefícios da arborização adequada e, conscientização e educação da população quanto à relevância do tema. A qualidade da arborização das vias urbanas tem influência direta sobre a rede de distribuição de energia elétrica. Em dias de temporais, grande parte das interrupções do fornecimento de energia são causadas por quedas de galhos e de árvores sobre a rede elétrica.

"O convívio harmonioso entre redes elétricas e arborização é de suma importância, tendo em vista que a interferência de galhos e de árvores representa 2/3 do tempo em que o cliente fica sem energia. Em 2016, por exemplo, a CPFL Paulista registrou 20.013 interrupções provocadas por intervenções da vegetação no sistema de distribuição, como queda de galhos de árvores sobre os cabos elétricos", completa o presidente da distribuidora, Carlos Zamboni Neto.

As mudas são provenientes de viveiros da empresa, e a doação é gratuita para as cidades. Entre as espécies disponibilizadas estão: Angelim Rosa, Espirradeira, Flamboyant Mirim, Ipê Amarelo, Ipê Branco, Ipê Roxo, Flamboyant-Mirim, Manacá da Serra, Pitanga, Quaresmeira Rosa e Resedá. Em troca, a distribuidora conta com o apoio da administração pública em cultivar o plantio dessas espécies que convivem melhor com a rede elétrica.

Veja a lista completa de cidades contempladas com a doação de mudas:

Cidades contempladasNúmero de mudas doadas
Campinas5.131
Uchoa3.000
Amparo2.215
Matão2.000
Guapiaçu1.000
Guaíra800
Analândia500
Itatiba500
Ribeirão Preto490
Olímpia426
Sumaré250

 

Ao adotar espécies de árvores adequadas ao convívio harmônico com as infraestruturas da área urbana é possível evitar:

  • Danos nas redes de energia, de água subterrânea, de esgoto, de telefonia, de gás e galerias de águas pluviais;
  • Entupimentos de calhas e canalizações;
  • Danos às coberturas;
  • Comprometimento da iluminação pública;
  • Comprometimento da acessibilidade do passeio público (calçadas);

 

O contato das árvores com a rede elétrica pode trazer consequências sérias como:

  • Vazamentos de corrente elétrica da rede para o solo (por meio das árvores), podendo inclusive atingir pedestres, principalmente em caso de chuvas.
  • Rompimento de condutores, com risco de acidentes com pessoas.
  • Risco de curto-circuito, com interrupção do fornecimento de energia, danos em aparelhos elétricos das residências, interferência com o sistema de sinalização, desligamento da iluminação pública e comprometimento dos sistemas de segurança e danos aos equipamentos do sistema elétrico, etc.

Solicitações de podas de árvores cujos galhos oferecem risco de interferência na rede elétrica ou à população, podem ser feitas por meio dos canais de relacionamento da empresa, como o site: www.cpfl.com.br.​

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 104 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 14,3% de participação, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o terceiro maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011, criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.192 MW no final do terceiro trimestre de 2016. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 12º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    doação; mudas; Paulista;