Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia registra lucro recorde de R$ 2,75 bi em 2019 e distribui R$ 2,08 bi em dividendos

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   09/03/2020

​Empresa investiu cerca de R$ 2,3 bilhões na rede de distribuição e em novas usinas de energia renovável. Ebitda somou R$ 6,39 bilhões e foi o maior da história da companhia 

Campinas, 9 de março de 2020. A CPFL Energia obteve lucro líquido de R$ 2,75 bilhões em 2019, o maior resultado já registrado pela companhia, representando uma alta de 26,9% quando comparado a 2018. O desempenho refletiu o expressivo desempenho no segmento de Distribuição e também a queda das despesas financeiras devido à redução dos juros. 

Os resultados evidenciam a estratégia de negócios construída pela CPFL Energia, uma das empresas mais diversificadas do setor, com atuação em geração, distribuição e comercialização e forte presença no mercado de renováveis. “Fechamos o ano com um resultado histórico. Concentramos nossos esforços em um robusto plano de investimentos e em projetos que gerem valor compartilhado para nossos públicos de relacionamento, buscamos de maneira incessante uma maior eficiência operacional, sempre com disciplina financeira e olhar para o futuro”, diz Gustavo Estrella, presidente da CPFL Energia.

Com o resultado recorde, a Companhia aumentou a distribuição de dividendos, elevou os investimentos em expansão de rede, modernização e melhorias, e diminuiu a alavancagem.  

Dividendos

A Companhia vai distribuir R$ 2,08 bilhões aos acionistas, valor superior ao percentual de 50% definido em sua política de dividendos, publicada em maio de 2019, às vésperas de seu re-IPO. 

Plano de Investimentos

Alinhada ao seu compromisso com a melhoria dos serviços prestados e a evolução do setor elétrico, a empresa investiu R$ 2,25 bilhões em 2019, 9% acima do realizado em 2018 e 4% acima do previsto. A maior parte desse valor -- cerca de R$ 2 bilhões -- foi aportada em expansão, modernização e melhoria das redes de distribuição. Entre as principais iniciativas, a ampliação e reforço do sistema elétrico, melhorias na manutenção do sistema elétricos, modernização dos sistemas de suporte à gestão e operação, e serviços de atendimento ao cliente. Outros R$ 126 milhões foram empenhados na ampliação da capacidade de geração de energia por fontes renováveis, incluindo a implantação dos projetos Gameleira e Cherobim, de energia eólica e hidrelétrica, respectivamente. A Companhia ainda iniciou os investimentos em 3 projetos de transmissão (Maracanaú, Sul I e Sul II), no montante de R$ 21 milhões) e investiu na manutenção de equipamentos na geração convencional (R$ 12 milhões) e no segmento de Serviços (R$ 62 milhões).

Nos próximos cinco anos, a CPFL Energia prevê investir R$ 13,54 bilhões, dos quais R$ 11,59 bilhões serão destinados à área de distribuição. O plano de investimentos para 2020 soma R$ 3,07 bilhões, valores que não incluem eventuais aquisições de ativos e novos projetos.

Ebitda e volume de vendas 

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) também foi recorde, somando R$ 6,39 bilhões em 2019, 13,4% superior ao de 2018. O resultado deve-se sobretudo ao bom desempenho das distribuidoras do grupo, consequência do maior volume de vendas e das revisões tarifárias resultantes dos maiores investimentos feitos pela companhia em anos anteriores. O lucro líquido avançou 26,9%, para R$ 2,75 milhões. 

No ano passado, as vendas na área de concessão aumentaram 1,3%, puxadas pelo consumo dos clientes residenciais e comerciais. 

Resultados do 4T19

No quarto trimestre do ano, o Ebitda da CPFL Energia atingiu R$ 1,74 bilhão, aumento de 28,6% na comparação com o mesmo período de 2018. O lucro líquido avançou 27,8%, para R$ 857 milhões. 

O volume de vendas de energia cresceu 4,2% no período, impulsionado pelos clientes residencial (7,0%) e comercial (6,7%). Já a classe industrial mostrou leve recuperação após 3 trimestres de queda, com alta de 0,3%, favorecida principalmente pelo desempenho dos setores de alimentos e automotivo.

A geração de energia eólica também teve contribuição positiva para os números do quarto trimestre. Após fracos ventos ao longo de 2019, a maior incidência nos últimos meses do ano no Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Ceará levou ao crescimento de 26,1% no Ebitda da CPFL Renováveis no quarto trimestre, que somou R$ 376 milhões. O lucro líquido da empresa foi de R$ 115 milhões no período.

Sustentabilidade

Em 2019, o tema sustentabilidade continuou sendo prioritário para a CPFL Energia. Destaque para os R$ 32 milhões investidos pelo Instituto CPFL, plataforma de investimentos social do Grupo, em iniciativas sociais, ambientais, educacionais e culturais, beneficiando 430 mil pessoas em mais de 100 cidades. 

A Companhia pretende investir R$ 13,5 bilhões nos próximos 5 anos (2020-2024), montante R$ 1,6 bilhão superior ao previsto anteriormente para o período 2019-2023, que era de R$ 11,9 bilhões.

Sobre a CPFL Energia. A CPFL Energia, há 107 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,7 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Considerando a participação acionária na CPFL Renováveis (99,94%), maior empresa de geração da América Latina a partir de fontes alternativas de energia, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 4.304 MW, no final de setembro de 2019.​

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3 e ADR Nível III na NYSE. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.

Tags:
    CPFL Energia; Resultados Financeiros;