Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia investe R$ 20 milhões e cria Laboratório de Mobilidade Elétrica com substituição de frota operacional

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   03/03/2021

●​ Projeto piloto da companhia conta com parceria de institutos de pesquisa, universidades e indústria e deve substituir 100% da frota convencional por veículos elétricos em Indaiatuba até 2022

● Alinhada ao seu Plano de Sustentabilidade, companhia assume o pioneirismo da ação e quer impulsionar a mobilidade elétrica no Brasil com investimento de mais de R$45 milhões, até 2024

Indaiatuba, 04 de fevereiro de 2021 - Nos últimos anos, a CPFL Energia tem investido em projetos e pesquisas para levar inovações ao setor de mobilidade, cada vez mais sustentável e com baixa emissão de poluentes. Isso porque veículos mais eficientes e combustíveis limpos farão parte da maioria das ruas das cidades em um futuro próximo.

Entre as iniciativas da CPFL Energia, está a criação do Laboratório de Mobilidade Elétrica em Indaiatuba -- cidade atendida pela CPFL Piratininga. Iniciado em 2020 para a substituição de 100% da frota convencional por veículos elétricos, o projeto piloto prevê aporte de mais de R$ 20 milhões e conta com parceria da GESEL, SENAI CIMATEC, SIEMENS, VW Caminhões e Ônibus, BYD e JAC MOTORS para fomentar os estudos e a criação da infraestrutura desse laboratório.

Serão sete fases de entregas e implementações de veículos. Em sua terceira fase, agora em março, a frota da CPFL Piratininga em Indaiatuba passará a contar com 11 veiculos elétricos e 8 eletropostos. Ainda em 2021, a companhia deve somar 19 veículos 100% elétricos nas ruas. A ação é inédita no Brasil por se tratar de carros operacionais com implementos, totalmente adaptados para a operação de campo com Furgão e Picape com armários para serviços técnico-comerciais, Caminhão com Escada Central e Caminhão com Cesto Aéreo. A companhia também fará a implementação de novos eletropostos, totalizando 16 sistemas instalados para atender a demanda de recarga na região.  

Hoje, a CPFL Energia conta com uma frota de aproximadamente 4.500 veículos e, com o início das substituições, a companhia já tem 15 veiculos elétricos distribuídos em cidades da sua área de concessão como Indaiatuba, Campinas, São Leopoldo, Sorocaba, Ribeirão Preto e Santos.

“O projeto em Indaiatuba engloba uma série de ações estruturantes da área de inovação da CPFL no âmbito da mobilidade elétrica. Estamos trabalhando com visão de longo prazo, a fim de identificar tendências e caminhos para novos negócios em um cenário de mudanças do mercado”, afirma Renato Povia, diretor de Estratégia e Inovação da CPFL.

A ação faz parte do plano de sustentabilidade da companhia que contempla investimentos, por meio de todas as empresas do grupo, para viabilizar a transformação do setor de energia no Brasil e reduzir os impactos gerados pela natureza do seu negócio. Até 2024, o grupo tem previsão de aplicar mais de R$ 1,8 bilhão para impulsionar a transição para uma forma mais sustentável e inteligente de produzir e consumir energia, maximizando impactos positivos na comunidade e na cadeia de valor. O plano contempla, para o mesmo período, mais de R$ 45 milhões em projetos para fomentar a mobilidade elétrica no Brasil, por meio de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento. 

“Somos lídees em geração de energia renovável no Brasil e assumimos o compromisso de, até 2024, manter esse patamar de fontes renováveis e reduzir em 10% o indicador de intensidade de carbono. Indaiatuba será apenas o começo de uma grande transformação”, reforça Povia.

Mais de 90 mil clientes serão beneficiados em Indaiatuba, direta ou indiretamente, com a redução de emissão de gases poluentes e poluição sonora, após a substituição da frota da operação de campo que atende o dia a dia da população, realiza serviços técnicos comerciais e atendimentos emergenciais. 

“Nosso objetivo é, em primeiro lugar, entregar um serviço de qualidade e com segurança aos clientes, mas, além disso, queremos incentivar o uso sustentável e consciente da energia. Levar esse projeto piloto para Indaiatuba reforça o nosso compromisso com a comunidade, o meio ambiente e o planeta”, afirma Carlos Zamboni Neto, presidente da CPFL Piratininga.

A iniciativa faz parte do trabalho da CPFL Energia em projetos de pesquisa e desenvolvimento, no âmbito do Programa de P&D da ANEEL. 

O projeto também conta com a participação de empresas responsáveis pelo desenvolvimento e aplicação de sistemas que suportem a operação da CPFL:

● SIEMENS: desenvolvimento e aplicação de carregadores para os veículos

● SENAI CIMATEC: desenvolvimento e aplicação de carrocerias considerando os implementos 100% elétricos para os veículos, como cesto aéreo para manutenção da rede elétrica

● Volkswagen: desenvolvimento de 2 caminhões elétricos que receberão as carrocerias em desenvolvimento pelo CIMATEC

● GESEL: braço acadêmico do projeto, que irá realizar estudos sobre impactos ambientais, regulação e incentivos e experiência do usuário.

CPFL Energia e Mobilidade Elétrica

A CPFL Energia encerrou em 2018 o projeto de P&D ANEEL “Emotive”, uma das mais completas avaliações dos impactos de mobilidade elétrica no Brasil. Ao longo de cinco anos, construímos um estudo completo, baseado em living lab, experimentando na prática esta nova tecnologia para entender riscos e oportunidades para a distribuidora. Uma das principais conclusões deste projeto é que o setor elétrico brasileiro está preparado para absorver o crescimento gradual da demanda por energia com a expansão do número de veículos elétricos em operação no país.

Originado do projeto Campus Sustentável, realizado em parceria com a Unicamp, a CPFL deu início ao projeto de P&D Ônibus Elétrico, para estudar a aplicação de frota elétrica para veículos de transporte público. O ônibus entrou em circulação em setembro de 2020 e conta também com sistema de monitoramento desenvolvido dentro do projeto. Este monitoramento inclui informações como posição, velocidade, horário, aceleração, entre outros, essenciais para uma boa gestão de frota, do trânsito, de vias públicas e até o monitoramento da poluição. 

Ao final de 2019, a CPFL deu início a novos projetos de mobilidade elétrica. Além da eletrificação de frota de Indaiatuba, cabe destaque ao P&D Plataforma de Eletromobilidade. Este projeto tem como objetivo desenvolver um sistema para soluções em eletromobilidade, que fará o monitoramento dos dados dos usuários para avaliar o comportamento em cada local. O foco é que este sistema possibilite também a reserva de uso do eletroposto, a cobrança das recargas, e até gestão dos recursos energéticos distribuídos (DERs). Seguindo o conceito de laboratório vivo (living lab), o projeto também contará com a instalação de eletropostos e operação de veículos elétricos para validar a plataforma em aplicação real. 

Para a CPFL Energia, a inovação é uma alavanca para o crescimento dos negócios e para a diversificação do portfólio da companhia no médio e longo prazo. Os investimentos e projetos que realiza, além de aumentarem a eficiência operacional, ajudam a empresa a identificar oportunidades e manter seu protagonismo nas transformações no setor elétrico.

Os projetos de mobilidade elétrica do grupo estão entre os destaques da vertente chamada de projetos estruturantes, que são realizados com visão de longo prazo, a fim de identificar tendências e caminhos para novos negócios em um cenário de mudanças do mercado.​

Tags:
    CPFL Energia; Mobilidade Elétrica; Indaiatuba; P&D; Inovação;