Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia e Instituto Ecofuturo avançam na implantação de Biblioteca Comunitária em Marília

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   09/03/2017

Marília, 09 de março de 2017 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, e o Instituto Ecofuturo, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público mantida pela Suzano Papel e Celulose, avançaram na implantação do projeto Biblioteca Comunitária em Marília, com apoio da prefeitura municipal. Nesta nova etapa, a iniciativa convida a comunidade para um encontro, com o objetivo de apresentar o projeto, conhecer as demandas da população e incentivar sua participação no processo de implementação do espaço.

Durante a mobilização comunitária, foram definidos, de forma voluntária, três interlocutores da comunidade, que se tornarão importantes atores no controle social da Biblioteca e na sua implantação. Cerca de 150 pessoas, entre professores, alunos, pais e moradores da região participaram do encontro, além do Secretário Municipal da Educação de Marília, Beto Cavallari. A EMEF Nelson Gabaldi foi a escola escolhida para receber a nova Biblioteca Comunitária.

Para Vanessa Barbacovi, diretora da EMEF Nelson Gabaldi, colocar a escola a serviço da comunidade é um dos principais ganhos do projeto. “Hoje enfrentamos um distanciamento das famílias com a escola e, com a possibilidade de abrir a biblioteca para todos, conseguiremos nos aproximar das pessoas. Queremos que essas famílias passem a nos enxergar como parceiros e não como uma obrigação, e a grande presença dos moradores da região na mobilização mostrou o quanto toda a comunidade está ansiosa pela biblioteca”, comenta. 

A Superintendente do Instituto Ecofuturo, Marcela Porto, acredita que a existência de bibliotecas em escolas constitui-se em uma das primeiras oportunidades concretas de acesso à leitura e a livros de literatura para a maioria das crianças que ingressam no ensino público. “A leitura é a porta para o autoconhecimento e, por meio dela, formamos cidadãos mais críticos, conscientes de suas próprias escolhas e da sua responsabilidade com o meio onde vivem e com todas as vidas que o habitam”, afirma. “A participação das comunidades do entorno no processo de implantação da Biblioteca Comunitária Ecofuturo é fundamental para que possam imprimir sua identidade e se apropriar do espaço”, finaliza. 

A escola Nelson Garibaldi funciona em período integral e atende ao Ensino Fundamental, Educação Especial e Supletivo, com 324 alunos. Localizada em uma área distante da região central, ela está inserida em uma comunidade sócio e culturalmente carente, servindo de apoio para muitas crianças, que inclusive participam de projetos sociais no contraturno escolar. 

Os próximos passos envolvem a promoção de cursos de Auxiliar de Biblioteca e Promotores de Leitura, seleção e compra de acervo, aquisição de mobiliário e equipamentos eletrônicos, e a reforma da sala que receberá o projeto. A implantação tem duração estimada em 18 meses e a expectativa é que a inauguração aconteça no segundo semestre deste ano.

A parceria entre a CPFL Energia e o Instituto Ecofuturo também contempla a implantação de Bibliotecas Comunitárias em Bebedouro e Campinas, no interior de São Paulo. Cada unidade terá um acervo inicial de 1 mil livros novos de literatura e 30 profissionais capacitados para a promoção de atividades de leitura e gestão das instalações, sendo que 2 serão funcionários do espaço. Por ano, cerca de 10 mil pessoas devem frequentar os locais.

O investimento de R$ 1 milhão da CPFL Energia no projeto Biblioteca Comunitária Ler é Preciso faz parte da sua estratégia de uso dos recursos do subcrédito social, uma linha de crédito concedida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) quando uma empresa contrata um financiamento para a realização de investimentos. “Com esta linha de crédito, a companhia tem buscado apoiar negócios de impacto e políticas públicas que promovam a melhoria dos indicadores sociais das comunidades de sua área de atuação”, afirma o diretor de Sustentabilidade da CPFL Energia, Rodolfo Sirol.  ​​

Tags:
    Sustentabilidade; CPFL Energia; Biblioteca Comunitária; Marília; Sub-crédito social; BNDES; Instituto Ecofuturo