Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia contrata WEG para a construção e ampliação de subestações

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   25/02/2016


Campinas, 26 de fevereiro de 2016 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, firmou contrato de R$ 174 milhões com a WEG para a construção e a ampliação de subestações para as distribuidoras CPFL Paulista, RGE, CPFL Jaguari, CPFL Sul Paulista, CPFL Leste Paulista e CPFL Santa Cruz. Os projetos beneficiarão 17 municípios da área de concessão do Grupo em São Paulo e Rio Grande do Sul, proporcionando um serviço de melhor qualidade para 1,3 milhão de consumidores.

O contrato firmado com a WEG, na modalidade turn-key (empreitada global), prevê a construção de cinco subestações e a ampliação de 15 subestações existentes, através da instalação de novos transformadores de potência e equipamentos complementares. Além de ampliar a capacidade, a WEG também irá modernizar as subestações existentes, instalando um novo sistema digital de proteção e controle.

No Estado de São Paulo, os investimentos serão realizados em  Araraquara, Barretos, Bernardino de Campos, Botucatu, Campinas, Ibitinga, Itaí, Itapetininga, Jaguariúna, Jardinópolis, Ribeirão Preto, São José do Rio Pardo, São Miguel Arcanjo, São Simão, Sertãozinho e Sumaré. No Sul, nas cidades de Alto Feliz e Flores da Cunha, áreas de concessão da RGE.

Campinas irá ganhar uma nova subestação de 138 kV, a SE Campinas 20 – San Conrado, com 40 MVA de capacidade. A CPFL Sul Paulista irá construir duas novas subestações, a SE São Miguel Arcanjo e a SE Itapetininga 4. Já a RGE irá construir uma subestação em Alto Feliz, enquanto a CPFL Jaguari irá implementar uma nova subestação em Jaguariúna, a SE Jaguariúna 5 de 138 kV e 20 MVA de potência.

Quando concluídos, os 20 projetos, cujas obras serão executadas entre este ano e 2017, irão acrescentar 585 MW de potência ao sistema de distribuição do Grupo, ampliando em 3,9% a capacidade da rede. Com isso, a malha de distribuição das concessionárias terá mais capacidade para atender ao crescimento de consumo das regiões beneficiadas, trazendo melhora contínua na qualidade do fornecimento de energia e mais flexibilidade na operação do sistema.

A realização dos investimentos em subestações foram apontadas pela gerência de  Planejamento da Expansão do Sistema Elétrico do Grupo, considerando as perspectivas de expansão do consumo na área de concessão das distribuidoras nos próximos anos. Em função disso, a companhia abriu uma licitação para a contratação das obras de construção e ampliação das subestações no segundo semestre de 2015, vencida pela WEG. O contrato teve anuência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no dia 19 de fevereiro, em despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU).

“Esse projeto reforça o compromisso do Grupo CPFL Energia em contribuir para o desenvolvimento socioeconômico das comunidades em que atua, proporcionando aos seus clientes confiabilidade, segurança energética, conforto e bem-estar por meio do fornecimento de energia elétrica de alta qualidade”, afirma o diretor de Engenharia da CPFL Energia, Paulo Ricardo Bombassaro.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 103 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 11% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o terceiro maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do terceiro trimestre de 2015. O grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 11º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    CPFL Energia; WEG; subestações; distribuição