Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Mais de R$ 645 mil em recursos incentivados são direcionados para projetos sociais pela CPFL Energia em Campinas

Escrito por:

Assessoria de imprensa   04/05/2015

Recurso foi repassado ao Fundo da Criança e do Adolescente e ao Fundo da Pessoa Idosa e será utilizado para projetos de diagnóstico

Campinas, 5 de maio de 2015 - A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, e a Prefeitura de Campinas realizaram nesta terça-feira a assinatura de um Termo de Parceria e entrega simbólica do cheque referente ao repasse realizado em dezembro de 2014 para o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente e ao Fundo do Idoso de Campinas. Ao todo foram R$ 645 mil repassados para os projetos de diagnósticos nas duas áreas que será realizado pelos concelhos, R$ 145 mil para projetos direcionados para crianças e adolescentes e R$ 500 mil para iniciativas para os idosos.

Os recursos incentivados federais são provenientes de renúncia fiscal, valores que seriam utilizadas para pagamentos de imposto de renda e que a empresa pode optar por fazer o repasse para apoiar programas sociais, utilizando as leis de incentivo fiscal brasileiras. "Em 2014, os programas da CPFL Energia foram aperfeiçoados visando impactos mais estruturantes e o fortalecimento de políticas públicas.", afirma Carlo Linkevieius Pereira, gerente de Sustentabilidade da CPFL Energia.

No ano passado, a CPFL Energia direcionou mais de R$ 4,6 milhões em recursos incentivados para projetos de responsabilidade social que beneficiarão crianças e adolescentes, idosos, pessoas com câncer e com deficiência.

O programa de Apoio ao CMDCA é realizado há 10 anos pela CPFL Energia. Em 2014, passou por profundas mudanças em sua concepção com o objetivo de fortalecer os Conselhos Municipais da Criança e do Adolescente. Em lugar de receber o projeto da instituição requisitante e repassar o recurso ao conselho com uma recomendação de investimento, como foi feito até 2013, a CPFL Energia optou por selecionar projetos apresentados pelos próprios conselhos municipais. Foram 62 projetos inscritos no ano passado e 9 selecionados.

O programa de Apoio ao CMI foi estabelecida pela Lei nº 12.213, de 20/1/2010. Muitos municípios ainda não dispõem de conselhos regularmente estabelecidos capazes de captar estas doações. A CPFL Energia articula, juntamente com instituições e pessoas de referência internacional na área, um projeto para criar um protocolo referendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para três cidades brasileiras (Campinas, Jaguariúna, em São Paulo, e Veranópolis no Rio Grande do Sul). Este protocolo é um conjunto de ações desenvolvidas para os cidadãos que levariam esses municípios a oferecerem tratamento com padrões internacionais ao idoso.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 102 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 8%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do terceiro trimestre de 2014. O grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 10º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

 

Tags:
    verbas incentivadas, investimento social