Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Andre Dorf assume a presidência da CPFL Energia

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   03/07/2016

Campinas, 1º de julho de 2016 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, tem um novo presidente. Andre Dorf assumiu hoje como CEO do Grupo, em substituição a Wilson Ferreira Junior, que deixará a companhia após 18 anos, sendo 16 anos liderando a holding CPFL Energia.
 
A escolha de Dorf, que anteriormente era presidente da CPFL Renováveis, faz parte do processo de sucessão implementado pela empresa, em linha com as melhores práticas do mercado. Na última década, o Grupo tem ocupado posição de destaque no cenário empresarial brasileiro por seu modelo de gestão voltado para a eficiência operacional, capacidade de inovação e governança corporativa. 
 
“O Andre Dorf, que conduzuiu a CPFL Renováveis nos últimos três anos nesta fase de crescimento e resultados importantes, reúne larga experiência na gestão de empresas de grande porte e do setor de energia, além de habilidades de liderança que o credenciam para dirigir a CPFL Energia nesse novo ciclo", afirma o presidente do Conselho de Administração da CPFL Energia, Murilo Passos.
 
Aos 43 anos, Dorf ocupou por três anos o cargo de CEO da CPFL Renováveis. "O setor elétrico brasileiro passou por ajustes nos últimos anos e está em uma nova fase. Da mesma forma, a CPFL Energia se encontra preparada para aproveitar as oportunidades do mercado, com foco na excelência operacional, disciplina financeira e criação de valor para os nossos acionistas", afirma Dorf. 
 
Neste período à frente da companhia, a CPFL Renováveis praticamente dobrou de tamanho em termos de capacidade instalada, passando de 1,153 mil MW para mais de 2 mil MW. O executivo conduziu importantes operações de aquisição de ativos, com a incorporação dos ativos da Desa e da Rosa dos Ventos.  "Eu me sinto motivado e preparado para trabalhar com o Conselho de Administração, as nossas lideranças e com todos os colaboradores neste novo ciclo”, diz Dorf.
 
Ao longo dos últimos 18 anos, o Ferreira Jr. liderou um dos ciclos mais importantes de crescimento do Grupo. O executivo transformou uma distribuidora no interior do Estado de São Paulo em um dos trinta maiores grupos econômicos do Brasil, com negócios nas áreas de geração, distribuição, comercialização e serviços de valor agregado e com faturamento bruto de R$ 32,8 bilhões no ano passado. 
 
Nesse período, conduziu a CPFL Energia à abertura do capital, em 2004, sendo a primeira empresa do setor elétrico a aderir ao Novo Mercado da BM&FBovespa e ter o seu ADR listado no Nível III da Bolsa de Nova York. Foi sob a liderança de Ferreira Jr. que o Grupo expandiu fortemente as suas operações, realizando quatro aquisições: CPFL Piratininga (2001), RGE (2006), CPFL Santa Cruz (2006) e CPFL Jaguariúna (2007), além da AES Sul, que está em fase de aprovação dos órgãos regulatórios.
 
Além disso, o Grupo ingressou na área de comercialização de energia com a criação da CPFL Brasil (2003) e expandiu os negócios no setor de geração, se consolidando como o terceiro maior gerador privado do País com 94% da energia proveniente de fontes renováveis, como hidrelétricas, eólicas, usinas a biomassa e solar. Em 2011, criou a CPFL Renováveis, maior geradora de fontes alternativas da América Latina.
 
"O Wilson foi fundamental na trajetória que consolidou a CPFL Energia como uma referência no setor elétrico brasileiro: uma companhia integrada de energia, de capital aberto e com posições de liderança nos principais segmentos onde atua. O Conselho de Administração da CPFL Energia e o mercado reconhecem sua grande contribuição para a Companhia e para o setor elétrico", afirma Passos.
 
Sobre a CPFL Energia
 
A CPFL Energia, há 103 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,8 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.
 
Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.
 
Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.144 MW no final do primeiro trimestre de 2016. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros.
 
A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 11º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    Andre Dorf; CPFL Energia; setor elétrico; sucessão