Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

“A percussão como vetor da criação” é tema de concerto gratuito no Instituto CPFL

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   13/08/2016


Campinas, 12 de agosto de 2016 - A antropofagia da música não-europeia é o tema deste mês do programa Música Contemporânea no Instituto CPFL, em Campinas. Em destaque está o trabalho de dois compositores não-europeus, o norte-americano Lou Harrison e o brasileiro José Antonio de Almeida prado, que construíram em sua obra músicas originais a partir da descoberta de outras tradições. 

Criados na dominante linguagem europeia da música de concerto, eles foram capazes, cada um a seu modo, de criar universos musicais que deglutem outras tradições. No caso de Harrison, os novos ritmos e timbres da música javanesa o fizeram ressaltar a percussão, e o resultado dessa experiência poderá ser conferido pelo público no concerto gratuito de sábado, 13/08, às 20h.

“Lou Harrison descobriu a percussão e fez dela um dos vetores de sua criação musical, nos anos 1930, quando estudou com Schoenberg ao lado de John Cage. Calcou sua música na assimilação das culturas nativas dos Estados Unidos e asiáticas. Com ênfase na melodia e no ritmo. É o que atestam o quinteto para percussão e os dois concertos, para violino e para flauta, acompanhados apenas por percussão”, diz o curador da série, o jornalista e escritor João Marcos Coelho.

O quinteto de percussão é formado pelos músicos Joaquim Abreu, Sérgio Coutinho, Danilo Valle, Thiago Lamattina e Rodolfo Arillo. Antonio Carlos Carrasqueira e Helena Piccazio apresentam o concerto para violino e flauta. 

Confira o programa:
 
suite para percussão (1942) – lou harrison  10 min. 40 seg.
para quinteto de percussão
moderato
slow
moderato allegro
intérpretes : joaquim abreu, sérgio coutinho, danilo valle, thiago lamattina, rodolfo arillo.
primeiro concerto para flauta e percussão (1939) – 10 min.
i. earnest, fresh and fastish
ii. slow and poignant
iii. strong, swinging and fastish
flauta : antonio carlos carrasqueira
percussão: joaquim abreu

concerto para violino e orquestra de percussão (1940-1950)  23 min.

1- allegro maestoso
2- largo, cantabile
3- allegro vigoroso, poco presto
violino solo: helena piccazio
percussionistas: joaquim abreu, sérgio coutinho, danilo valle, thiago lamattina, rodolfo arillo.


Serviço

Local: sala umuarama | rua jorge figueiredo corrêa, 1632, chácara primavera, campinas – sp;
Capacidade: 162 lugares
Entrada gratuita, com retirada de ingressos (2 por pessoa) a partir das 19h
Informações: (19) 3756-8000

Tags:
    Instituto CPFL; CPFL Energia; cultura; Música Contemporânea; flauta; concerto