Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

2ª MOSTRA DE CINEMA CHINÊS É DESTAQUE NO INSTITUTO CPFL

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   29/08/2019

2ª Mostra de Cinema Chinês é gratuita e acontece na Sala Umuarama de 4 a 26/09

* programação traz obras assinadas pelos consagrados cineastas Zhang Yimou, Chen Kage e Jia Zhangke

* estão incluídos filmes selecionados para os mais importantes festivais internacionais de cinema, como Cannes, Berlim, Veneza e Locardo

* ao lado de sucessos recentes, estão dois clássicos históricos: "Anjo da Rua" (1937) e "A Terceira Irmã Liu" (1960)

* evento tem apoio do Instituto Confúcio de Campinas

Um dos destaques da programação de cinema do Instituto CPFL do ano passado, a Mostra de Cinema Chinês do Cine CPFL ganha nova edição durante o mês de setembro.

A partir do dia 4, e até 26.09, a 2ª Mostra de Cinema Chinês exibe 15 longas-metragens, incluindo sucessos recentes assinados por diretores consagrados, como Zhang Yimou, Chen Kage e Jia Zhangke. Também estão programados dois clássicos históricos da cinematografia chinesa: “Anjo da Rua” (1937) e “A Terceira Irmã Liu” (1960).

As sessões são gratuitas e acontecem às quartas e quintas-feiras, às 17h e às 19h, na Sala Umuarama (rua Jorge de Figueiredo Corrêa 1632, Chácara Primavera, Campinas).

Na quarta-feira, 4/09, às 17h, a atração é a animação “Os Brinquedos Mágicos” (2017, 100 min) de Gary Wang, obra que trata de temas delicados para a sociedade chinesa, como acesso à informação, valorização do trabalho manual contra o intelectual e o medo de serem controlados ou dominados. (Confira o trailer https://youtu.be/f70AlJkGAok).

A produção tem por protagonista um bonequinho de argila feito para a coleção de chá de um tradicional mestre chinês. O diretor Gary Wang é um conhecido empresário em seu país, tendo ficado milionário ao criar a Tadou, plataforma chinesa de vídeos equivalente ao YouTube. Após vendê-la, ele fundou o estúdio de animação que produziu “Os Brinquedos Mágicos”. 

“A Vida após a Vida” (2016, 80 min) é projetado no mesmo dia, às 19h. Filme de estreia do diretor Zhang Hanvi, obteve grande sucesso internacional e foi o grande vencedor dos Festivais Pacific Meridian (Rússia) e do Tokyo FIMeX. Foi premiado ainda no Festival de Hong Kong, onde assim foi descrito pelo júri: “ousado em sua técnica cinematográfica, intransigente em sua visão da sociedade. Passado em uma pequena província, com casas abandonadas e desabando, o enredo do longa focaliza um espírito que retorna ao local, após vagar por mais de uma década. A obra foi selecionada para o Festival de Berlim e venceu o grande prêmio do Tokyo FIMeX. (Saiba mais em https://youtu.be/G9ClMHtcE_4​).

Ainda na semana de abertura estão agendados dois títulos que tiveram repercussão internacional nos últimos anos: “O Clã das Adagas Voadoras”, dirigido pelo cineasta Zhang Yimou, e “O Mistério do Gato Chinês”, do realizador Chen Kaige. Ao lado de Zhang Yimou, Chen Kaige é um dos mais bem-sucedidos diretores da "quinta geração" do cinema chinês - o primeiro grupo que saiu da Escola de Cinema de Pequim depois do fim da Revolução Cultural e que foi mundialmente reconhecido a partir do fim dos anos 1980.

Indicado para o Oscar e vencedor de 22 prêmios internacionais, O Clã das Adagas Voadoras” (2004, 119 min) foi também sucesso de público. Trata-se de uma obra de ação e, ao mesmo tempo, um drama histórico-romântico na qual dois soldados partem numa missão secreta para capturar o líder de um clã.  Sua projeção acontece em 5/09, quinta-feira, às 17h.

No mesmo dia, às 19h, é a vez de “O Mistério do Gato Chinês” (2016, 130 min), que mereceu premiações internacionais ao contar a história de um “gato demônio” que, durante a dinastia Tang (que teve lugar entre os anos 618 e 906), causou uma série de estranhos eventos.  

A programação das semanas seguintes da 2ª Mostra de Cinema Chinês tem como destaca “Amor Até as Cinzas” (25/09, às 19h), de Jia Zhangke, o mais badalado cineasta chinês da atualidade, considerado um dos mais importantes do mundo.  Selecionado para o Festival de Cannes e vencedor dos prêmios de direção e atuação feminina no Festival de Chicago, o filme se passa em uma cidade industrial, onde uma jovem dançarina se apaixona por um mafioso.

A programação inclui também mais um título assinado por Zhang Yimou, “A História de Qiu Ju”. Com projeção às 19h do dia 11/09, o longa foi o representante oficial da China no Oscar e causou furor no Festival de Veneza de 1992, onde recebeu cinco prêmios, incluindo o de melhor diretor e de melhor atriz“. O roteiro é centrado em uma mulher em busca de justiça, depois que seu marido é agredido por um líder comunitário.

O diretor Chen Kaige também tem um segundo longa-metragem no evento:“Terra Vermelha” (25/09, às 17h). Filme de 1984, foi premiado com o Leopardo de Prata no prestigioso Festival de Locarno e sua destacada direção de fotografia do filme é assinada por Zhang Yimou. Focaliza um soldado que é enviado ao campo para coletar canções folclóricas e vai descobrir que elas não existem, só encontrando músicas sobre dificuldades e sofrimento.

Clássico do cinema da China, “A Terceira Irmã Liu”, produção de 1960 dirigida por Su Li, está presente na programação. Exibido com sucesso em mais de 50 países, focaliza a cantora Liu Sanjie, verdadeira lenda da cultura chinesa. A obra é projetada 11/09, às 17h.

Outro título clássico incluído na mostra, este produzido em 1937, é “Anjo da Rua”, de Yuan Muzhi (12/09, às 17h). Sua história se concentra na luta dos habitantes urbanos da cidade de Xangai e sua tentativa de escapar de seu ambiente.

No dia 18/09, às 17h, a atração da mostra é “Um Elefante Sentado Quieto”, sobre um jovem que, para proteger um amigo, empurra o valentão da escola escada abaixo e foge do local após o garoto ser hospitalizado com risco de vida. Trata-se do segundo longa-metragem do diretor. A obra consagrou internacionalmente seu diretor, Hu Bo, aqui em seu segundo filme, tendo vencido 13 importantes premiações, com destaque para o prêmio da crítica na mostra Fórum do Festival de Berlim, além dos prêmios de melhor filme e de melhor roteiro nos prêmios Golden Horse, o mais importante da China.

Selecionado para a mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes “Longa Jornada Noite Adentro”, de Bi Gan, ganha exibição em 19/09, às 19h. A produção percorreu expressiva carreira em eventos internacionais, incluindo premiações no Festivais de Tóquio e nos Golden Horse (Taiwan), no qual foi eleito como melhor filme. Focaliza a busca pela mulher amada por parte de um homem que retorna à sua cidade natal de onde havia fugido há vários anos.

Em “A Patrulha da Montanha”, de Lu Chuan (26/09, às 17h), de Ga Yu, um jornalista de Pequim chega ao Tibet para investigar desaparecimento de patrulheiros voluntários e animais sagrados da mítica montanha de Kekexili. A obra foi premiada no Festival de Berlim e eleita como melhor filme nos festivais de Hong Kong e de Tóquio.

Já “O Mestre das Máscaras”, de Wu Tianming (19/09, às 17h), se passa em Sichuan, província no sudoeste da China que é atravessada pelo maior rio da Ásia, o Yangtzé, e onde vivem pandas gigantes. Lá, um mestre de máscaras procura por um aprendiz. A produção venceu os prêmios de direção e de atuação masculina no Festival de Tóquio, entre outras premiações.

A programação completa e dados de todos os filmes podem ser conferidos ao final.

Parte do projeto Cinema e Reflexão, programação audiovisual permanente do Instituto CPFL, a 2ª Mostra de Cinema Chinês conta com apoio do Instituto Confúcio de Campinas e das empresas distribuidoras cinematográficas Imovision, Grupo PlayArte e Zeta Filmes.

Tags:
    Cinema Chinês; Instituto CPFL; Cine CPFL; Campinas;